Seguidores

segunda-feira, 21 de junho de 2010

COMO SE APAIXONAR POR SI PRÓPRIO.

Na blogosfera conheço pessoas que são verdadeiros apaixonados por si próprios e outros que não se amam tanto assim, verifico pelas poesias e artigos contando as mazelas amorosas. O que chama mais atenção é que quanto mais a pessoa sofre, melhor escreve e expõe seus sentimentos, uma cátarse que os alivia da ansiedade e sentimentos frustrados. Amar alguem é importante, é gostoso e nos deixa mais bonitos e inspirados. Só que alguns desses melancólicos escritores começam um processo de auto-destruição perigoso. Você precisa saber que é a razão deste planeta: Paris, a Copa do mundo, balneario Camboriú, o Rio de Janeiro, uma garrafa de Romani Conti, Os castelos de Lisboa ( Luso Boy)
os Jardins de Madri, a poesia de Pablo Neruda, a muralha da China, o blog endim mawess e a Amazonia. Se não tivermos você nesse mundo pra apreciá-los de que adianta tudo isso, você é a pessoa mais importante que existe, sem sua presença nada existe. Então comece se beijando todo dia, presenteando-se, escutando musicas que não lembre nada, só seu passado glorioso de acertos. Seja mais você. apalauda seus próprios acertos, faça como o thiago de madri que descobriu que tem direito ao trono da Inglaterra ou o Bruno que deu um show no onibus. Quem sabe vc não é rei e não sabe, se não for compre uma coroa, faça uma festa de coroação e me convide.

65 comentários:

  1. Uma delícia esta postagem querido ... tb quero ir a todas as festas do gênero ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. heheheh
    q bonito =)

    Mas realmente, tem uns melancolicos ai, que na boa, é um tédio ler o que escrevem.
    Tomara que todos eles (as) sigam seus conselhos. Para o próprio bem deles.

    abraço

    ResponderExcluir
  3. Ain eu me amo!
    amar alguem começa por saber amar a si proprio.
    Amo vc tbm, amo todo mundo!
    rsrsrs...beijos.

    ResponderExcluir
  4. Mas que não seja amigo, aquela coroa usada no "aqui jaz", aí seria um caos, hahahahaah!

    Um grande abraço, Ave Endin!

    ResponderExcluir
  5. Era exatamente o que eu estava precisando ler hoje, rapaz. Quando descobrir que rei fodástico eu sou, serás um dos primeiros convidados da festa. :)

    ResponderExcluir
  6. Olha, só por causa do seu post estou indo agora mesmo na Tiffany comprar minha coroa de diamantes! rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. ou façam como o Lídio! este sim se ama mais do que ninguém mesmo porque quem vai amá-lo?

    ResponderExcluir
  8. Senti, uma parte autobiográfica neste seu texto.
    Falta a taça de champanhe para aliviar tamanho desespero. Comigo é remédio santo.

    Boa continuação

    ResponderExcluir
  9. Simplesmente acalentadora postagem meu caro.
    De fato, precisava sim ler algo do genero!

    Abraços e obrigado!

    ResponderExcluir
  10. É preciso, depois da escrita, dar a volta por cima, o que nem sempre é fácil... É mais fácil escrever do que agir...

    ResponderExcluir
  11. Tenho boas lembranças da vida, e sonhos encantados, mas sei que essas coisas são realidade muito mais em minha cabeça que no mundo mesmo... Minha mãe dizia que "quem foi rei nunca perde a majestade", e eu acho que em vários momentos já fui, sim, não simplesmente rei, mas imperador. Minha data de nascimento também é especial: no mesmo dia do nascimento do Xá Jahán, o imperador persa que construiu o castelo de Taj Mahal, em Agra, e os Jardins de Shalimar, em Lahore...

    http://aflordosul.blogspot.com/2010/01/meninos-da-cidade-de-hoi-no-centro-do.html#comments

    É, acho que sou um rei sim (ou quem sabe uma rainha?). Mas onde está meu reino?

    Obrigado pela firmeza, Endim, és um amigo e tanto em tudo o que escreves, mas tu e todos devem entender que, conforme se aprofunda na blogosfera (ou em qualquer forma de escrita), vais te especializando em ser sempre detalhista, e quando estás triste, é bom desabafar, o blogue é uma mão na roda. Há que se saber entender, afinal há uma certa beleza na tristeza que também pode coroar o rosto da alegria. Tudo depende da ocasião, meu amigo.

    Au revoir,
    Hakime.

    ResponderExcluir
  12. "Eu me amo, não posso mais viver sem mim..."
    Bjux

    ResponderExcluir
  13. hahaha... show no bus foi ótimo!

    "Eu me amo, não posso mais viver sem mim..."²

    Bjs querido!

    ResponderExcluir
  14. Soube-me tão bem rever os jardins de Madrid. Já nem me lembrava que lá tinha estado. A vida atropela-nos de vez em quando, lá se vão as memórias.

    ResponderExcluir
  15. Quanto mais uma pessoa sofre, melhor ela escreve?

    Um... relativo isso... o sofrimento pode até necessitar de uma via de escape, e ela pode até vir a ser a escrita, mas nem todo mundo consegue expor de uma forma bonita, organizada, ou mesmo que faça sentido.

    O amor próprio é importante, mas não pode reger a nossa vida. Falou o melancólico ahahaha!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. muito bem escrito...realmente um animo aos que nesse momento se julgam "esquecidos".

    Se as pesosas soubessem o qto é prazeroso se gostar, não perdiam tempo com relacionamentos destrutivos.

    Curti muito qo escreveu.

    abração

    ResponderExcluir
  17. Hola, como has pasado por mi blog imagino que entiendes el español, tu idioma se parece mucho al gallego que se habla en mi tierra natal y lo he entendido casi todo.

    Es cierto que cuanto más atormentada está una persona mejor escribe y describe sus sentimientos, la historia nos ha dejado grandes escritores, muchos de ellos personas muy infelices...

    Muy interesante tu blog, vendré por aquí más a menudo.

    Un beso

    ResponderExcluir
  18. Meu queridíssimo amigo, mas de certa forma me considero melancólico, rsrs.
    E procuro me amar também...
    Ahh, é aí onde vem novas isnpirações, pode crer!
    Mas é bom variar um pouco dentro desse universo de estilos literários, e dependendo do estado de espírito, seremo guiados pelas mãos da inspiração.
    Um abraço do teu leitor, até a próxima.

    ResponderExcluir
  19. eu com certeza sou Rei. Rei dos detentos, das loucas, dos lazarentos e dos moleques do internato... hahahaha. Otimo post!

    ResponderExcluir
  20. Olá amigo! Boa noite! Sabe, foi gratificante
    entrar aqui em seu Blog e ter o prazer de
    fazer uma leitura tão sábia e expressiva...
    Um prazer enorme te conhecer. Deixo a você
    um carinhoso e fraterno abraço... Paz e luz

    ResponderExcluir
  21. Olá Endim! Estou passando pra retribuir o carinho da visita, comentários e follow ao meu Poesia Torta. =)

    Como não nos descobrimos antes??? A blogosfera é graaaaaaande, isso é um dos maiores motivos, mas sempre é tempo de fazer um novo amigo.

    Gostei do 'apaixonar-se por si mesmo' - a gente não se decepciona muito, não é mesmo?!

    Beijo carinhoso. =*

    ResponderExcluir
  22. parabéns.
    tenho um mantra diário
    "eu me amo, eu me amo, eu me amo"
    não saio de casa sem antes recitar 100 vezes...em tempos de tpm, 150.

    ResponderExcluir
  23. Bem legal o texto, a acho que muita gente que leu achou que era para si próprio e não para todos, como achei...hahaha!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  24. Já ouvi de Rebeca que quando brigamos, eu vou correndo escrever a tristeza do momento. A diferença nos blogs é que a maioria, que faz do sofrimento algo chato de ler, se projeta no que escreve. O bom é transformar essa inspiração em uma personagem desconhecida, só assim a melancolia proposta fica sendo uma boa leitura. Mas concordo com alguém que disse que nem todos conseguem expor as palavras tão bem a ponto do texto ser bom.

    Creio que todos nós nos amamos, mas demonstrar dor não é o fim do mundo. O sofrimento existe e quando transformado em palavras, pode ser belo.

    http://foradocomum.tumblr.com/

    até mais.

    Jota Cê

    ResponderExcluir
  25. Vc, sua visita e seus comentários serão sempre bem vindos ao meu espaço, obrigado pela sua visita, espero que tenha gostado de passar Pelos Caminhos da Vida e volte mais vezes.

    Voltarei com mais tempo para conhecer o seu espaço.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  26. Um otimo texto, e muito bom pra muita gente que não se ama.

    Eu, particularmente aprendi que sou o ativo mais valioso da minha vida, me invisto, me cuido e me faço valer.

    Abração! ^^

    ResponderExcluir
  27. cara o seu blog eh muuuito legal!! Gostei muito daqui. vou te seguir!! UM abs e muito sucessoO!!

    ResponderExcluir
  28. Tudo bem, podes pegar o selo se quiseres, já li que queres muito um selo, e só não fiz uma lista de escolhidos para presentear porque estava sem tempo, mas se eu tivesse feito, teria lembrado de ti, com certeza!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  29. Oi Edim, tudo bem?
    Menino, amar-se é importante, mas ñ se pode exagerar, dar uma de Narcíso, kkkkk
    Desculpa a demora em responder, mas estava numa correria esses dias, mas já estou normalizando isso, rs.
    O poema é apaixonante mesmo.
    Ah, vota em mim no top blog, é só clicar no link do lado esquedo do meu blog. E se vc quiser pode fazer propaganda pro povo votar tbm vu? rsrs
    Brigadão.

    Abraços
    :)

    ResponderExcluir
  30. A beleza da vida é o que nós fazemos dela :-)

    ResponderExcluir
  31. Caro, Edim!

    Vim conhecer o seu blog e compartilhar de suas idéias... gostei muito do que vi e te parabenizo! Aproveito para agradecer a visita e dizer que não encontrei em sua sidebar o link para virar seguidor... gostaria de seguir seu blog!

    Um abraço.
    Jr.

    ResponderExcluir
  32. ah ah ah
    vim agradecer os tão efusivos comentários.
    fico aguardando nova visita...

    ResponderExcluir
  33. Amigo,Endim. Agradecendo e retribuindo a visita, peço que volte sempre. Concordo de cima a embaixo sobre tudoque falou. Começando pelo amor próprio e também sobre alguns poetas lamuriosos. Por exemplo Florbela Espanca é grande poeta, mas fala de tragédia demais, como se fosse bonito sofrer. Já passei fase assim, mas me corrigi. Sempre fui muuito de falar no espelho. Vamos viver as coisas belas e dar valor a elas. Sua postagem tem a ver com meu textto de hoje. Umm abraço

    ResponderExcluir
  34. TUdoooo!!!

    Vc deve ser um psicologo rsrs...

    Adoro seu blog!

    ResponderExcluir
  35. Primeiro, valeu o comentário lá no blog! Vale a pena ver o primeiro "CARRIE", na verdade acho que já vi os dois e são bem semelhantes, tem em VHS e em algumas locadoras em DVD, e as vezes passa na TV, só esse ano acho que passou no SBT umas 02 vezes! Claro que o livro é bem melhor! Creio que foi meu primeiro livro dele...gostei muito!
    Quanto ao seu texto, tens razão, se todo mundo aprendesse a se amar em primeiro lugar, gostar de si como é e saber que suas atitudes geram resultados com consequencias em que a culpa é toda própria, existiriam menos casos de depressão por aí! Não que amar seja fácil, mas começar a amar amando a quem você mais convive (você mesmo) ajuda e muito no desenrolar das situações!

    Abraço.
    Fábio.

    ResponderExcluir
  36. Eu começo a me amar logo quando tomo banho para vir trabalhar. Venho relaxadíssimo...

    beijão, querido - ótimo texto!

    ResponderExcluir
  37. Eu me amo...

    Obrigado pela visita...

    Abração...

    ResponderExcluir
  38. hummmmmmmmm ... nada de complicado ... boiou pq quiz ... é só visitar o blog da Vaca e ver o post dos botões q vc vai entender ... tem o link dele no meu post ... sinceridade sempre ... kkkkkkkkkkk

    bjux

    -)

    ResponderExcluir
  39. Olá meu querido, primeiro quero agradecer sua visita e comentário,adorei suas palavras. E também deixar meu comentário referente ao testo, muito boa a temática abordada, uma simples pergunta ja diz tudo, sempre buscamos um grande amor, mas nos amamos? como buscar um grande amor se por vezes não conseguimos amar a nós mesmos? Parabéns.

    ResponderExcluir
  40. Preciso me convidar para minha festa, nem que seja meu funeral.

    ResponderExcluir
  41. Haha adorei!
    Mas é vdd msmo, quanto mais sofremos mais conseguimos arrancar do coração palavras profundas,o amor nos inspira...
    Mas devemos saber ate onde levar isso, devemos nos amar primeiramente!

    ResponderExcluir
  42. É fácil apaixonar-se por si próprio, quando se percebe que a beleza está além do que se vê, sendo assim, a beleza da alma transcende. Lindo isso, porém raríssimo, penso eu. Os corpos não são perfeitos, assim como a alma não é perfeita. Na ausência da perfeição é preciso sobrepor-se, aceitar-se de modo que a imperfeição corpo-alma anule-se. Assim, a sensação de estimar-se dá mais cor à vida. Do contrário, tudo poderá ser descorado e acre.

    Abraço

    ResponderExcluir
  43. Que maravilha de texto, e eu perdendo de ler, mas cheguei em tempo.
    E direi como meu querido Wanderley: "Eu me amo, não posso mais viver sem mim"...rsrs.
    Parabéns, amei.

    Me tornei sua seguidora, agora não perderei mais nada.
    Beijos de linda noite e o desejo de um ótimo domingo.

    ResponderExcluir
  44. Caro Endim,

    Tenho estado meio sem tempo para a Internet, e não por querer. É por causa que devido a situações de preconceito no trabalho, decidi sair lá da fábrica, e minha vida está uma bagunça, e eu com muito nervosismo, amigo. Talvez eu me mude em breve daqui também, já deu flor esta cidade, e estou confiante. Sou corajoso, e quando tomo uma decisão sai de baixo que o trem vem com tudo! Reza por mim, Endim.

    Mas que bom que gostastes da maioria das músicas lá do blogue, fico muito feliz com isso. "My Heart Will Go On", em francês, eu só coloquei porque é a melhor tradução que eu achei, pois as traduções em português são distantes um pouco da letra em inglês (como a de Sandy e Júnior, por exemplo), e eu gosto de saber o que a canção diz, afinal meu inglês ainda é um bebézinhao, hahaha. Cantá-la em francês ajuda-me a entender a canção da Céline Dion, pois é um idioma próximo ao nosso e eu entendo um pouco.

    Ganharei uma homenagem em teu blogue? Puxa, nem sei se mereço, amigo! Não entendo muito de Internet, por isso não sei como mandar o banner do blogue, mas vou te deixar a imagem do blogue que o povo mais gostou da Flor do Sul, eu só troquei porque não sabia se era legal colocar a fotografia de alguém lá que não fosse eu. Essa imagem ficou no blogue por séculos, e talvez eu volte a usá-la:

    http://3.bp.blogspot.com/_EztJfZ51W5I/SyZ5cuDgX-I/AAAAAAAAAeE/B2jYxDRPtEc/s1600-h/fleur.jpg

    Abraços, e bom domingo, para ti e para o maridão. Tudo de bom e fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  45. Una entrada preciosa he disfrutado ....gracias felicitaciones...besicos

    ResponderExcluir
  46. Querido.
    Lhe enviei 2 emails.
    Você recebeu?

    Abraços

    ResponderExcluir
  47. Eita! o chorão não terá mais motivos para churumelas ... rs ... passa lá! ... tem presente para vc querido ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  48. Nossa, adorei as comparações, rs. Mas tem razão, escrevemos melhor no sofrimento; ao menos comigo é assim. É quando as coisas mais belas escapam da alma e pedem pra ser contadas.

    Um abraço, e até depois. ;)

    ResponderExcluir
  49. Vim agradecer pela visita e espero que volte sempre!

    Tive vezes em que a dor era meu grito e através dela minha voz eclodia em palavras, dizia até que a dor era bonita... Tenho momentos de alegrias em que as cores saltam nas minhas escritas e percebo, hoje, que a vida é bem melhor quando colorida.

    Tenha uma excelente semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  50. Não sou chegado a esse tipo de blog. Acho que essas pessoa deveria escrtever logo um livro.

    Ah, desculpa eu chegar aqui e ir logo dando palpite.

    abraço

    ResponderExcluir
  51. Endim!!!! Você é puro brilhoo!!! Primeiro, obrigada por visitar meu humilde blog que depois desse texto prefiro qualificá-lo de meu glamouroso blog..rss.. Concordo totalmente com tudo que você escreveu. A existência é maravilhosa e vamos vivê-la com todo amor possível. Apreciar as belezas, os sabores, as boas leituras e deixar tudo isso nos contagiar e nos mostrar que também somos explêndidos.
    beijos... Seu blog é demais!
    PS.: Adorei o termo "perseguidor"..rss

    ResponderExcluir
  52. Nossa, que declaração foi aquela no meu blog, me sinto lisonjeado. Sério mesmo. Muito obrigado. E concordo com você, quando diz que a mentira se torna verdade, mas parece que eu parei de repetí-la na 999ª vez.

    ~Seu blog é muito agradável, você escreve muito bem, não dá vontade de parar de ler. E eu me amo tanto, sou tão egocêntrico que não preciso mais reafirmar isso pra mim, rs.

    ~Até a próxima, amigo. Volte sempre lá no meu espaço.

    *DB*

    ResponderExcluir
  53. Dilícia de texto, Endim! Penso exatamente como você, aliás, estou tendo um grande caso de amor comigo. Às vezes, até me deixo ficar um pouquinho triste, sabe, só para treinar o "como ficar feliz quando quiser"...rs. Obrigada pela visita ao meu blog. Adorei o seu e já vou começar a segui-lo. Abração!

    ResponderExcluir
  54. Oi Endim!
    Concordo com o seu texto principalmente quando vc fala sobre algumas pessoas usarem a escrita para expressarem seus sentimentos frustrados e com isso se tornarem melancólicos e auto destrutivos. Não adianta só expressar esses sentimentos, é preciso entendê-los para poder transformá-los. Em muitos casos, só a terapia para ajudar. São pessoas que insistem na dor e se satisfazem dessa forma (claro que isto é totalmente inconsciente, mas é assim que funcionam).
    Amor próprio é outro tema que precisamos questionar. Muitas pessoas confundem amor próprio com auto importância, sendo que essas já nasceram com uma coroa na cabeça. Já tive vários clientes com esta síndrome (síndrome do rei ou da rainha). Nestes casos é necessário diminuir o tamanho e o peso da coroa.
    Gostei muito daqui e das abordagens que vc faz. Parabéns!
    Uma ótima semana pra vc.
    Bjussss

    ResponderExcluir
  55. Querido amigo Endim, agradecendo a visita e seja muito bem vindo. Teu texto é fantástico,
    "comemore-se, viva, ame-se". Tenha uma linda semana...Beijocas

    ResponderExcluir
  56. Sua postagem é excelente. Quando estou muito feliz, eu me inspiro, se estou triste ou deprimida tambem serve de inspiração. Cada um tem toques distintos e mais perfeitos do que pensar neste instante "quero compor".

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  57. Amigo,maravilhoso seu post!Temos que nos amar primeiro para depois amar alguém.
    bjos

    ResponderExcluir
  58. Obrigado pela homenagem! Todá habá!

    Fico sem palavras quando algum leitor faz uma demonstração de carinho assim tão inesperada, hahaha. Ein li milim - Estou sem palavras!

    ResponderExcluir
  59. uau ... disPUTA entre bloGAYros ... aí ki delícia ... todos de sunga em um ringue de gel? kkkk

    #comofaz?

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  60. jaj cari muchas gracias por tu mención.. si llego a rey de Inglaterra ( y creo que quedarí amejor que el feo ese del "Orejas", jaja) te juro que te nombre Sir Endim Mawess, por lo menos, jaajaj


    Bezos reales.

    ResponderExcluir
  61. Sim, acho que é certo.Eu concordo.Gostei inmenso da sua postagem.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  62. ei garoto gostei disso aqui e do up que destes e como colocas. Valeu!

    ResponderExcluir

COMENTE AQUI E AGORA